Mulheres possuem somente 28% de chances de conseguir posição de liderança

mulheres

Detendo 85% do poder de compra do mercado e representando maioria nas universidades, as mulheres ainda precisam encarar a disparidade em muitos setores da sociedade. Segundo o último estudo do Pnad (Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios) e IBGE, o Brasil tem quase 6 milhões de mulheres a mais que homens e ainda assim apenas 28% delas têm chances de alcançar uma posição de liderança. A informação é de Silvia Fazio, presidente da ONG W.I.L.L (Women in Leadership in Latin America) aqui no Brasil.

Segundo Fazio, seriam necessários 117 anos para que a equidade, neste sentido, fosse alcançada. No país, apenas 8% das mulheres ocupam cargos de alto escalão. Na política, o Brasil fica atrás até mesmo do Afeganistão no quesito representatividade feminina – enquanto o país do oriente médio ocupa a 50ª posição, o Brasil aparece em 153ª em um ranking de 193 nações.

A ONG trabalha dentro das empresas para tentar construir programas de equidade de gênero em cargos de liderança e alta gestão.

Fonte: Canal Tech