Nos bastidores com conteiners Linux

behind-scenes-linux-containers

Become a better container troubleshooter by using LXC to understand how they work.

Você pode ter containers Linux sem o Docker? Sem o OpenShift? Sem o Kubernetes?

Sim você pode. Anos antes do Docker fazer dos contêineres um termo familiar (se você vive em um data center, isto é), o projeto LXC desenvolveu o conceito de executar um tipo de sistema operacional virtual, compartilhando o mesmo kernel, mas contido em grupos definidos de processos.

O Docker foi desenvolvido com base no LXC e hoje há muitas plataformas que aproveitam o trabalho do LXC direta e indiretamente. A maioria dessas plataformas torna a criação e a manutenção de contêineres extremamente simples e, para grandes implantações, faz sentido usar esses serviços especializados. No entanto, nem todos estão gerenciando uma grande implantação ou têm acesso a grandes serviços para aprender sobre a conteinerização. A boa notícia é que você pode criar, usar e aprender containers com nada mais do que um PC rodando Linux e este artigo. Este artigo ajudará você a entender os contêineres observando o LXC, como ele funciona, por que funciona e como solucionar problemas quando algo dá errado.

Evitando a simplicidade

Se você está procurando um guia rápido para o LXC, consulte o excelente site sobre Linux Containers.

Instalando LXC

Você pode instalar o LXC com seu gerenciador de pacotes.

No Fedora ou similares:

$ sudo dnf install lxc lxc-templates lxc-doc

 

No Debian, Ubuntu e similares:

$ sudo apt install lxc

 

Fonte: https://opensource.com/article/18/11/behind-scenes-linux-containers